Rete publica livro sobre Desenvolvimento Territorial, Sistemas Agroalimentares e Agricultura Familiar

Lançamento digital será em abril; obra reúne artigos de pesquisadores da América Latina.

A Rede Brasileira de Pesquisa e Gestão em Desenvolvimento Territorial (Rete) publicou pela editora Oikos o livro Desenvolvimento Territorial, Sistemas Agroalimentares e Agricultura Familiar.

A obra contém 12 capítulos com artigos de 26 pesquisadores de instituições e redes de pesquisa da América Latina e ficará disponível para download em versão digital em abril, após mesa de lançamento com autores e comentaristas. A data do lançamento será comunicada no site e twitter da RETE.

O capítulo de apresentação do livro foi escrito pelos organizadores Mireya Valencia, Sergio Sauer, Acácio Zuniga Leite, Flaviane Canavessi e Mário Ávila. O texto convida a uma retomada do desenvolvimento territorial e reflete sobre os sistemas agroalimentares e a importância da agricultura familiar no campo latino-americano, levando em consideração os agravamentos provocados pelas crises atuais.

O ano de 2021 – que, na verdade, começou em março de 2020 com a
pandemia do Covid-19 – foi particularmente desafiador. Não criou desafios por ter forçado quase dois anos de atividades acadêmicas remotas, mas porque explicitou e aprofundou desigualdades nas diferentes escalas. Explicitou desigualdades entre países e entre regiões, mas também aprofundou a pobreza e aumentou a fome entre os mais pobres e vulneráveis. A vulnerabilidade e a desigualdade entre as populações rurais aprofundaram-se e não foram amenizadas por ações governamentais nos países em desenvolvimento. A pandemia deu caráter de urgência às demandas populares por alimentos e terra, exigindo alternativas e ações (públicas) imediatas, capazes de promover desenvolvimentos justos e sustentáveis dos territórios rurais.

O livro é um produto do II Seminário Internacional e IV Jornada da Agricultura Familiar. O evento acadêmico ocorreu entre maio e junho de 2021 e contou 4 mesas-redondas sobre o tema central da obra. Ainda no capítulo introdutório, os organizadores relembraram o debate da primeira mesa do II Seminário Internacional e IV Jornada , que alertou sobre a necessidade de transformações e mudanças para o desenvolvimento territorial sustentável.

Esse aprofundamento das crises sociais, econômicas, políticas e ambientais acendeu alertas e aumentou a urgência de promover transformações e mudanças, inclusive a necessidade de introduzir novos conceitos de produtividade, direcionando para a sustentabilidade.

Os outros 11 capítulos completam a obra com abordagens convergentes ao tema central da publicação.

O livro é uma realização da Rete em parceria com o Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV-UnB); Núcleo de Agroecologia (NEA-UnB); Rede Gestão Territorial para o Desenvolvimento Paz Colômbia (GTD -Paz); Rede de Estudos Rurais; Rede Gestão Territorial para o Desenvolvimento Rural (Rede GTD do México); Rede de Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural em América Latina (PP- AL); Núcleo de Estudos Agrários (Neagri-CEAM) e apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*